Câmara aprovou minuta de acordo de gestão

A ligação entre a Guarda e o Sabugal através da EN233 vai ser reabilitada, numa parceria entre a Infraestruturas de Portugal e as Câmaras Municipais da Guarda e Sabugal. A Câmara da Guarda já aprovou a minuta de acordo de gestão na reabilitação do troço da EN233 entre a Guarda e Sabugal, uma medida que também deverá acontecer, dentro de poucos dias, na Câmara do Sabugal. Este ponto fez parte da agenda da reunião da Câmara da Guarda desta segunda-feira, 24 de Agosto e vem ao encontro de “uma aspiração antiga” das duas autarquias. Carlos Chaves Monteiro adiantou que o assunto tem vindo a ser desenvolvido em colaboração com a Câmara do Sabugal e em parceria com as Infraestruras de Portugal. “Não é um processo recente, é uma vontade antiga de requalificar esta Estrada Nacional 233, Guarda/Sabugal”, explicou. Neste processo, os municípios da Guarda e Sabugal vão suportar o valor das indeminizações a pagar “com o corte de algumas curvas”.O presidente da Câmara da Guarda disse que “as linhas orientadoras do projecto já estão definidas, mas haverá alguns ajustamentos ainda e algumas alterações a fazer”, nomeadamente em relação “aos cortes das curvas que são prejudiciais à circulação”. De fora fica a tão desejada alteração de percurso junto dos aglomerados populacionais, nomeadamente na zona de Santa Ana D’Azinha, Adão e Pêga. Nesta última localidade,  as obras serão aproveitadas para “requalificar e aumentar a capacidade das infra-estruturas hidráulicas”. Carlos Chaves Monteiro explicou que “no futuro, se houver dinheiro, e a necessidade se colocar com premência, o município da Guarda assumirá também as suas responsabilidades”, em relação às outras localidades que são atravessadas pela EN233. Sobre este ponto da ordem de trabalhos, onde foi proposta a aprovação de uma minuta de protocolo a estabelecer entre a IP – Infraestruturas de Portugal, o Município da Guarda e o Município do Sabugal, com vista à elaboração do complemento do projecto de requalificação da EN 233 entre a Guarda e o Sabugal, o vereador Sérgio Costa relembrou que todo este processo foi iniciado há cerca de 1 ano, com uma reunião entre os Presidentes de Câmara da Guarda e do Sabugal, em que ele também participou na qualidade de Vice-Presidente e Vereador do pelouro, bem como 3 Directores da IP.Recordou que na altura alertou os presentes para a “necessidade de neste projecto complementar para rectificação de algumas curvas e pontes, ter de se tratar urbanisticamente as travessias dentro das Aldeias do Concelho da Guarda afectadas, como sendo Santana da Azinha, Adão e Pêga, com a construção de passeios, nova iluminação pública, novas redes de água, rede de saneamento básico, tratamento paisagístico e arbóreo, bem como dotar a via de todas as condições de segurança necessárias para os que ali residem”.