Ministro da Administração Interna esteve na Guarda

O Dispositivo Especial de Combate a Incêndios Rurais para este ano é o maior de “sempre” e ultrapassa os 12 mil efectivos. A garantia foi deixada pelo ministro da Administração Interna, na Guarda, no dia 28 de Maio, no encerramento da reunião extraordinária do Conselho Intermunicipal da Comunidade Intermunicipal das Beiras e Serra da Estrela. No encontro que teve como tema “Fogos Rurais 2021 – Coordenar esforços para um verão seguro”, e que decorreu no auditório dos serviços centrais do Instituto Politécnico da Guarda, Eduardo Cabrita disse que temos o maior modelo de dimensão de resposta do Dispositivo Especial de Combate a Incêndios Rurais de sempre” E acrescentou: “Ultrapassamos, pela primeira vez os 12 mil efectivos no modelo do Dispositivo Especial de Combate a Incêndios Rurais para este ano. Temos 60 meios aéreos que estarão ao serviço do sistema durante a fase mais exigente”.O Ministro da Administração Interna deu conta de que também existirá “a atenção permanente” dos presidentes das câmaras municipais. “Contarão, certamente com um Governo empenhado, com um ministro determinado, a trabalhar convosco, pela segurança dos portugueses, também neste domínio”, explicou.Eduardo Cabrito adiantou que as causas estruturais dos incêndios rurais não se resolverão no prazo de um mandato dos presidentes de Câmara, nem no prazo de legislatura de um Governo. Chamou ainda a atenção para a necessidade de se reforçar a intervenção nas áreas da prevenção, da cultura organizacional e da intervenção comunitária. Para o Ministro “quanto mais se investir na prevenção primária, na alteração da floresta, na intervenção relativamente às faixas de gestão combustível, quanto mais se investir na limpeza, melhor nós teremos condições de actuar no final desta linha”.Quanto à instalação, na Guarda, de um Centro Nacional de Segurança Rodoviária, anunciado, em Novembro de 2018, Eduardo Cabrita disse que “as entidades envolvidas estão a trabalhar nisso”.