Cooperação com Escola francesa

Uma delegação da Escola Superior de Economia e Técnicas de Construção, de França, esteve, na passada semana, no Instituto Politécnico da Guarda (IPG).
Jean Pierre Hougas, um dos elementos, comentou que o IPG “é um grande Instituto” e a ECOTEC, em Paris, “está interessada em desenvolver parcerias com esta instituição”.
Essa cooperação, como adiantou, pode concretizar-se através da mobilidade de estudantes e professores. “A parceria entre as duas instituições tem grandes possibilidades de desenvolvimentos futuros; se Portugal precisa da formação que é ministrada na nossa Escola, nós também temos muito a ganhar com esta parceria, nomeadamente com o Politécnico da Guarda.”
Pedro Cardão, Vice-Presidente do IPG, fez um “balanço positivo” no final da reunião realizada nos Serviços Centrais do Politécnico, sobre esta parceria com a ECOTEC, “escola especializada na área da economia da construção, funcionando com uma profunda ligação às empresas. Ou seja, o aluno quando entra na escola tem a formação teórica, naturalmente, mas também tem uma formação logo na empresa, a partir do primeiro ano”.
Com esta cooperação, e segundo o Vice-Presidente do IPG, “abrem-se novas perspetivas de mobilidade, quer para o pessoal docente, quer para alunos – eventualmente para estágios. Relativamente aos docentes vai ser estudada a possibilidade de os professores da área de engenharia civil poderem ir lecionar alguns módulos à ECOTEC, bem como virem ao IPG docentes dessa escola francesa.”
Pedro Cardão, depois de lembrar que o Instituto Politécnico da Guarda tem já várias parcerias, na área da engenharia civil, com várias instituições estrangeiras salientou que neste caso concreto é “com uma escola que tem um ensino de alternância, em Portugal ainda não explorado, de onde poderá resultar uma boa perspetiva para o nosso curso de engenharia civil”.