Jovens da Associação da Guarda vencem dois primeiros prémios

A Associação Desenvolver o Talento venceu os dois primeiros prémios da edição de 2021 do concurso “As Novas Fronteiras da Engenharia”. A cerimónia de entrega dos prémios aos vencedores da edição de 2021 decorreu no auditório da sede da Região Centro da Ordem dos Engenheiros, em Coimbra, no dia 23 de Setembro.O concurso, promovido pelo Fundo “Novas Fronteiras da Engenharia”, distingue os melhores trabalhos relativos a Engenharia ou Tecnologia, de Instituições localizadas na Região Centro (distritos de Coimbra, Aveiro, Leiria, Viseu, Guarda e Castelo Branco).Miguel Oliveira e Bruno Coelho (12.º ano), orientados por Tiago Caldeira, foram os vencedores do concurso e Manuel Cêrca e Rodrigo Gonçalves (7.º ano), orientados por Mateus Victorelli, classificaram-se em 2.º lugar.Os jovens mais velhos, conscientes dos problemas no mundo, trabalharam no “Desenvolvimento de melhores habitações temporárias para refugiados”. Este foi correlacionado com os 17 objectivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU para 2030. Neste projecto foi feito um estudo sobre como criar habitações de acolhimento de refugiados que tivessem uma construção rápida, eficiente, sustentável e económica feita com recurso a impressão 3D. Apresentaram o estudo geométrico e de design apresentando protótipos de casas impressas em 3D.Manuel Cêrca e Rodrigo Gonçalves apresentaram o projecto “Braille+ Desenvolvimento de produtos educacionais para crianças e jovens com deficiência visual utilizando a tecnologia de impressão 3D”Conscientes da lacuna de produtos educacionais para pessoas com deficiência visual, verificaram que, durante a pandemia provocada pelo vírus COVID-19, a situação agravou-se drasticamente não tendo sido pensadas medidas adicionais de apoio para as pessoas com deficiência como, por exemplo, áudio descrição e materiais de estudo impressos em braille para alunos com deficiência visual.Este trabalho foi desenvolvido utilizando tecnologias (software, equipamentos e modelos) relacionadas com a impressão 3D, no âmbito da criação e promoção de materiais lúdico-pedagógicos para pessoas com deficiências visuais, principalmente crianças e jovens.No final da entrega de prémios, foi inaugurada a Exposição 10 anos do “Fundo Novas Fronteiras da Engenharia”, onde também é recordada a participação da Associação Desenvolver o Talento, em anos anteriores. No ano de 2021 o concurso teve como tema “A Engenharia na ajuda humanitária”.