Primeira edição será de 21 a 23 de Novembro e conta com a presença de Passos Coelho


“Tentar afirmar a Academia na Guarda” foi o desafio deixado por Álvaro Amaro, Presidente dos Autarcas Social Democratas (ASD), na apresentação da primeira edição da Academia do Poder Local, que vai decorrer na cidade mais alta, de 21 a 23 de Novembro. O evento, organizado pelos ASD, em colaboração com o Instituto Francisco Sá Carneiro, teve inspiração no modelo da Universidade de Verão da JSD e é destinado a autarcas eleitos ou candidatos em listas apoiadas pelo PSD.
A aposta em “professores com nível de informação muito grande”, em que se destacam vários membros do governo e o próprio Primeiro Ministro, na qualidade de presidente do PSD, pretende ser uma garantia de sucesso. “Neste primeiro ano queremos correr menos riscos e ter muita qualidade”, explicou Álvaro Amaro na apresentação da Academia, no dia 9 de Outubro.
Pela Academia do Poder Local vão passar: Manuel Castro Almeida (Secretário de Estado do Desenvolvimento Regional), António Leitão Amaro (Secretário de Estado da Administração Local), Marques Mendes (Conselheiro de Estado), Carlos Coelho e Rodrigo Moita de Deus (membro do Conselho Nacional do PSD), Jorge Moreira da Silva (Ministro do Ambiente, Ordenamento do Território e Energia), Pedro Santana Lopes (Provedor da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa), Ricardo Rio (Presidente da Câmara Municipal de Braga), Poiares Maduro (Ministro Adjunto e do Desenvolvimento Regional) e Passos Coelho (Presidente do PSD), a que se juntam Carlos Coelho (Presidente do Instituto Sá Carneiro), Marco António Costa (Coordenador Permanente da Comissão Política Nacional do PSD) e Álvaro Amaro.
Em debate estarão temas ligados ao poder local, nomeadamente: “Ser autarca: agente de desenvolvimento económico e social”, “As leis que nos regem”, “O futuro do poder local em Portugal”, “Comunicar bem”, “Sustentabilidade do território”, “Politicas sociais”, “Orçamento, finanças e sector empresarial local” e “Descentralizar e as novas funções do poder local”.
Num fim de semana, “em regime de internato no Hotel Lusitânia”, os participantes serão seleccionados no seguimento das candidaturas que estão a decorrer até 30 de Outubro. “As candidaturas serão consideradas por ordem de entrada, respeitadas quotas mínimas por Distrito e por género e dando prioridade a autarcas em funções”, referiu o Presidente dos ASD.
Os candidatos seleccionados, entre 60 a 70, “deverão comprometer-se a participar em todas as sessões durante todo o curso” e, para isso terão de pagar uma propina de 70 ou 100 euros, conforme o alojamento em quarto single ou duplo, respectivamente.  
A Academia do Poder Local terá periodicidade anual e enquanto Álvaro Amaro for presidente dos ASD, será sempre na Guarda.